Lei antifumo já multou de shopping a imobiliária

No 1º ano, foram 776 autuações no Estado

VINÍCIUS QUEIROZ GALVÃO - DE SÃO PAULO



O que a corretora de imóveis Valentina Caran, o bar Genésio, o shopping Pátio Paulista, a choperia Pinguim, o hipermercado Extra, o restaurante Le Vin e a boate Disco têm em comum?
Foram todos multados pela lei antifumo, que faz um ano no próximo sábado. Desde 7 de agosto de 2009, o veto ao cigarro em locais fechados já rendeu 776 multas a estabelecimentos no Estado; só um foi fechado por 48 horas.
Vigilância Sanitária e Procon dizem já ter feito 352 mil vistorias. A multa de R$ 792 dobra na reincidência, que pode terminar no fechamento se houver mais insistência.
Na lista dos lugares famosos também estão a casa noturna Ásia 70 e o Bar des Arts. "Recorri. Não paguei nem vou pagar. Os fiscais vieram, mas não viram ninguém fumando. Não havia o aviso de proibido fumar. Fiquei chateada, é uma palhaçada", diz Valentina Caran, fumante.
A Ásia 70 diz q ue os fiscais foram no primeiro dia da lei e a multa ocorreu quando havia dúvidas sobre sua aplicação, mas a pagou e recorreu.
O Grupo Pão de Açúcar, dono do Extra, diz que a multa é "um processo administrativo em discussão". O Bar des Arts entrou com recurso e a multa não foi cobrada.
A Disco, o Genésio, o Le Vin e o Pátio Paulista não explicaram a multa.


Fonte: Folha de S. Paulo